Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de uma mulher dos anos 80...

"A vida em constante mudança..."

Desabafos de uma mulher dos anos 80...

14.02.17

Objectivos e "eu"...

Butterfly
Há dias muito tramados... Há dias que só apetece explodir, dizer directamente o que se pensa, e/ou largar tudo e ir para a nossa zona de conforto. A vida tem me posto constantemente à prova. Isto é, faz 9 meses que mudei de país e em 9 meses aconteceram-me determinadas coisas que jamais me aconteceram no meu país. Todos os meses tem sido uma situação. Ou...mais do que uma. Parece que tenho estado num teste constante. Escolha certa ou errada? Nunca sabemos. Sabemos claro que todas (...)
23.11.16

O cheiro a Portugal...

Butterfly
A mãe, o pai, a avó, os tios, a prima. Os amigos. Os melhores amigos. Os cheiros, as vozes, a língua, o espírito, o céu azul... O sol. O cheiro do mar e a areia branca. A música. O rádio português. Os carros a apitarem. O orvalho a cair durante as madrugadas... E as saudades. A ansiedade que aumenta por cada vez estar mais perto do dia que vou sentir, tocar e (re)viver tudo isto que tanto é importante para mim.    A mãe, o pai, a avó, os tios, a prima... Os amigos e os (...)
31.05.16

Saudades...

Butterfly
Tenho saudades de quem não devia... ou então de quem não seria suposto sentir. Ele. A sua segurança. A sua maturidade. O seu contraste. O seu calor. O seu olhar. O seu sorriso malandro de quem me quer. A sua brincadeira. A sua certeza. Os seus objectivos e os seus sonhos. Comigo. 
30.05.16

A minha partida...

Butterfly
Ainda não falei aqui do momento da minha partida... Todos nós temos o nosso tempo de aceitação à mudança, e quando nos confrontamos com a mudança é sempre mais difícil de falar sobre o assunto. Assim funciona comigo.  Não foi de todo fácil. O último dia foi horrível. Estava em mim um sentimento de angústia e revolta... Angústia por deixar a família, amigos e namorado... Sentia o meu coraçãozinho bem apertado. Revolta, uma vez mais contra esse país, que apenas sabe (...)
12.04.16

Paz interior...

Butterfly
Estou a viver um momento da minha vida em que procuro encontrar a minha paz interior, e, sei que por mais que tente procurar não a consigo encontrar nem agarrar. Sei que preciso de tomar a atitude, e é isso que me esgota, que me consome, que me deixa perturbada, que me derrota e que me massacra. Em quase 30 anos da minha existência, nunca me conheci assim... Sei o que quero, sei o que devo fazer, mas sinto-me hesitante. E por mais que saiba que nada é infinito ou dado como certo (...)
26.02.16

As cunhadas...

Butterfly
Tenho a sorte de poder afirmar que tenho uma cunhada às "direitas", amiga, fiel e muito humana. No entanto, nos últimos tempos também posso afirmar que a cunhada amiga está a transformar-se para "cunhada-amiga-cunhada-cunhada" (eh eh eh, não sei se me faço entender). Sei que posso contar com ela no que precisar, sei que é daquelas pessoas que me quer ver feliz, mas... Parece que anda a ficar implicativa. Estamos numa conversa normalíssima, e ela vem com aquelas bocas que só fazem (...)
09.02.16

O momento está a chegar...

Butterfly
Eu quero. Eu sei que quero. Sei que é isso que pretendo e que é o melhor para a minha vida. Mas tenho o meu tempo. Agora que começamos a chegar ao momento de comprar o bilhete, todos os sentimentos parecem intensificar-se ainda mais. E não, a minha vida aqui não irá continuar, isso não é verdade. O que acontece é que deixo aqui uma parte de mim, quase 30 anos da minha vida. Aqui fica a casa onde sempre vivi, os amigos e a família. O mar, a praia e o sol. Mas esta mudança é  de (...)
23.12.12

O Natal

Butterfly
O Natal para mim sempre foi um motivo especial para reunir a família mais chegada. Era sempre uma noite de muita alegria, convivio, e arrisco-me mesmo a dizer de diversão. É certo que, todos nos damos muito bem, prezamo-nos muito uns aos outros e todos os momentos passados juntos, (em geral), são dos melhores.  Os anos foram passando, e com eles vieram as mudanças naturais da vida. Uma das pessoas que mais amo, o meu mano, emigrou com a namorada já há alguns anos. O meu tio casou e (...)