Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Desabafos de uma mulher dos anos 80...

"A vida em constante mudança..."

Desabafos de uma mulher dos anos 80...

Qua | 02.04.14

Homossexualidade

Butterfly

Estou a acompanhar de perto um caso de um casal que tem uma filham que...finalmente teve coragem para se assumir...lésbica. Isto, apenas perante alguns elementos da familia.E digo, finalmente porque? Porque percebi os horrores que aquela miuda andava a sofrer, em esconder um sentimento que não pode controlar... Isso fez me pensar em muitas coisas. Se por um lado não é de todo fácil para aqueles pais aceitarem uma tendencia não aceite como normal na sociedade, também não é muito melhor para ela. Primeiro, penso que se deve aceitar tal como é. De facto, seria muito melhor e mais fácil, se os sentimentos que ela diz sentir fossem tão simples como vestir uma capa, em que a podemos despir e vestir quando queremos. Mas os sentimentos, por mais que queiramos, não se mudam, não se alteram de um momento para o outro. Se aparenta ter um ar um pouco menos feminino que a maioria das mulheres, tenta mudar...o corte de cabelo, a cor do cabelo, as unhas pintadas, a maquilhagem, o salto alto, que tantas vezes a mãe tenta impor. Mas de que vale isto, se no interior da pessoa não está nada? De que vale tentar gostar de uma coisa que não gosta? E aqui, apenas falo de estas coisas, que a maioria de nós gosta. Não deve ser fácil para a familia...Penso que veem isso como uma desilusão, um sonho para uma filha menina-mulher que se desmorona...a incapacidade de ter netos...O facto de não poderem ter uma família dita tradicional. Sim, consigo entender, e também penso que se fosse comigo não ia ser fácil. E depois...depois em meios pequenosm vem a vergonha. A vergonha de que falem da menina deles...que gosta de outras mulheres. Mas...e então? Ela cometeu algum crime?roubou?matou?prostitui-se?Não...Apenas não tem as mesmas tendencias que nós. Já imaginaram o que é, tentar ser uma coisa que não são? Fingir perante a sociedade que gostam de homens, e na verdade gostam de mulheres? Já imaginaram o que não vai na cabeça de alguém que tem esta tendencia sexual? O não querer desiludir a família, a vergonha, a falta de coragem de assumirem que afinal são gays... E um gay é simplesmente uma pessoa como nós. Com sentimetos, medos e inseguranças... A mim me parece, que quando for mais velham vai desparecer simplesmente do local de onde vive. Tentar ser feliz, ser o que é e viver sem amarras. E o que é preferível? Termos um filho por perto e feliz, ou longe e a fingir a vida toda, a tentar viver o que não conseguiu? Ainda assim...acho que não consigo sequer imaginar o que sofre por não puder contar as pessoas quem é ela, qual a sua identidade, porque para mim, o que faz é refugiar-se entre roupas, batons e saltos altos que a familia lhe impõe. Deve ser duro para todos eles que estão a passar por isto... E fácil para quem observa de fora...

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.