Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Desabafos de uma mulher dos anos 80...

"A vida em constante mudança..."

Desabafos de uma mulher dos anos 80...

Ter | 09.10.12

Portugal brilhou e encantou ;)

Butterfly

 Sim, desta vez podemos (e devemos) dizer que Portugal brilhou - sem ironias e sem ataques a este nosso país que está desmoralizado mas que tem grandes valias. Falo-vos dos nossos serviços em termos turísticos (coisa com a qual eu me orgulho muito, ou eu não fosse da área ;) 

 

 No passado Sábado, decorreu no Algarve o evento WTA (World travel awards) . Conquistámos Óscares, e 6 países Europeus vão agora concorrer em termos mundiais (Índia a 12 de Dezembro).

Vamos a factos:

 - Região do Algarve – Melhor destino praia (foto abaixo)


 - Vila Joya – Melhor boutique Resort (foto abaixo)


 - Conrad Algarve – MELHOR RESORT de luxo DO CONTINENTE

(foto abaixo)

 - Portugal – Melhor destino de golfe (foto abaixo)


 - Sheraton Algarve – Melhor destino para famílias (foto abaixo)


- Hilton Vilamoura – Melhor hotel (foto abaixo) 

{#emotions_dlg.meeting}Não referi todos os hóteis/resorts que foram distinguidos. 

 

É ou não um motivo de orgulho? Vamos continuar assim, melhorando os nossos serviços turísticos para que possamos continuar a fazer diferença. Quem nos cativa são os nossos clientes – turistas – que nos vão dando elogios de profissionalismo e encorajando ao longo das suas estadias. Quem não fica feliz e orgulhoso quando nos dizem que gostaram muito do atendimento? Quem não fica com um sorriso de orelha a orelha quando os nossos clientes são amáveis e reconhecem o trabalho e/ou esforço que fizemos para os satisfazer? Ooooh…É muito bom{#emotions_dlg.pimp}

 

Como Portugueses que somos não devemos apenas dizer mal, atacar o país e os governantes, ver tudo negativo quando também temos coisas muito positivas.

 Força e coragem para todos!

{#emotions_dlg.meeting}Para mais informações consultem a Newsletter Publituris de 09 de Outubro de 2012

Seg | 08.10.12

Imparfait e Palomina desafiaram-me...

Butterfly

E eu aceitei {#emotions_dlg.blink} 

Obrigada Imparfait e Palomina por lembrarem de mim!

 

♦Eu sou: Amiga, distraída, simpática, perfeccionista (hum, já fui muito muito mais!), stressada, divertida, chata por vezes, ciumenta q.b.
♦Gosto musical: Ouço um pouco de tudo. Não vou por estilos.
♦Comida: Lasanha
Desenhos: Simpsons e os da Disney
Amores da minha vida: Pais, irmão, sobrinho (afilhado) - Sem dúvida alguma. 
Coisas que não gosto: Pessoas falsas e/ou interesseiras;

                                     Dormir até tarde;

                                     Funerais;

                                     Que queiram fazer de mim parva; 

                                     Que me mintam (isso é o fim da picada!)


Opinião sobre o panorama sócio-político em Portugal: Gostava de me sentir mais positiva relativamente à situação actual, no entanto, estou na realidade: Vai demorar até isto endireitar!
Humor: Sempre! E é uma característica que aprecio muito em toda gente! 
Frases mais ditas por mim: (Provérbio popular)  Quem muito fala pouco acerta!
Signo: Sagitário
Apaixonada: Muito
Já fugiste de casa: NÃO!
Ris de coisas bobas: Depende. Mas geralmente sim.
Já beijou na chuva: SIM
Já teve o coração partido: Sim {#emotions_dlg.sad} Penso que ainda se está a concertar...
Já partiu o coração de alguem: Sim...E também penso que está a terminar o concerto!
Já pensou em se matar: Não! Ou melhor, já mas em situações hipotéticas (i.e. colocar-me na situação de alguém que o fez)
Odeia o seu cabelo: ADORO.
Medo do escuro: Não
Tatuagens: Sim, tenho.
Gosta de ouvir música muito alta: Gosto muito - É como uma terapia.

Comédia ou terror: Sem dúvida terrooooorrrr....

Series favoritas: Clinica Privada, No limite, Anatomia de Grey
Filme favorito: O guardião
Livro que marcou a sua vida: "Quem ama acredita" (Não propriamente pela sua história mas por ter sem dado por alguém supra especial. E pela mensagem que transmitiu) 
 "Onze minutos" do Paulo Coelho e/ou "Segue o Coração - Não olhes para trás" da Lesley Pearse. 
Livro que odiou: Filhos da Costa Do Sol de Manuel Arouca

10 Blogs a quem passo o desafio:
Eu ando às voltas
Just Smile
Margarida
Momentos disparatados
Raio-de-luar
Ssentimentos
Watson
Ups. Não foram 10...
Beijinho***
Ter | 02.10.12

First Relation

Butterfly

Ele era dois anos mais velho. Eu 16, ele 18. Eu era uma miúda e ele miúdo era. 

Uma miúda que estava no secundário e tinha como objectivo seguir para a faculdade. Ele... Trabalhava. Como todas as relações, no ínicio até não foi mau. Mas não demorei para entender que afinal aquele rapaz que tinha apenas 18 anos, aparentava ter muito mais. No inicio tentou me cativar, cheio de mimos, conversinhas, e fez me sentir bem comigo mesma. Mas...a pouco e pouco...foi se desmoronando. Confesso que nunca fui a tipica adolescente que sonhava com príncipes e princesas, sempre tive os pés bem assentes na terra (por vezes até demais). No entanto, isso funciona como uma defesa.

 O que veio a seguir? O não entender que eu quizesse seguir para a faculdade, as cenas de ciúme sempre que íamos a uma discoteca, a um café, a um jantar entre amigos. Exemplo? Numa discoteca fantasiava que eu estava a olhar para outro. Reparava no que eu vestia, e ficava amuado. Não gostava que convivesse com minhas amigas, tornando-se possessivo.

 

Primeiro: Não admitia que alguém que estivesse comigo não me apoiasse no facto de eu querer ser formada. Como é que alguém pode não apoiar a namorada(o) numa coisa destas?? - Relação condenada.

Segundo: Excesso de cenas patéticas de ciúme só estragam a relação. O ciúme q.b. faz bem, mas não exageremos na dose, ou arriscamos que o nosso companheiro se vá desligando de nós, vá ficando saturado, chegando ao ponto de nem querer saber mais. - Foi o que me foi acontecendo, mesmo sem me aperceber que já o estava a fazer. - Ninguém merece.  

Terceiro: Amigos é coisa que prezo. Nunca deixaria os meus amigos a 100% por alguém. Há que ter tempo e espaço para todos. Apenas temos que saber gerir. 

 

Consequência: Fim de relação. Era impossível. Eramos o oposto um do outro. Principios de vida diferentes, tudo diferente. Admito que apesar de não ter dado e tendo passado muita muita coisa com este alguém, aprendi muito.  

 

Não sei se aconteceu o mesmo convosco, mas não acredito que a primeira relação resulte a longo prazo, ainda mais quando acontece em miúdos. 

Quem tem 16,17,18 anos tem mais é que aproveitar a vida, fazer as loucuras que esta idade nos pede, gozar a vida com os nossos amigos, apanhar  bebedeiras, ir para a discoteca, gozar a noite. Com responsabilidade, claro. 

E foi após esta relação que a Dani "renasceu das cinzas" e aproveitou como nunca. Vivi muito bem os 18 e anos seguintes. 

Mas...foi a seguir que eu aprendi verdadeiramente o que é a paixão. O que é sermos os melhores amigos do nosso companheiro, o que é a verdadeira "quimica", a atracção física...E...O que é o Amor. 

Pág. 2/2